Continuando os temperamentos

Como complemento à matéria publicada relativa aos temperamentos, transmitimos aqui os elementos no qual se baseou nosso palestrante, o Prof. Roberto Kasuo. Trata-se de um esquema da obra do Reverendíssimo Pe. Conrado Hock, entitulada ”Os quatro temperamentos- Estudo psicológico e ascético-pedagógico para almas que tendem à perfeição.

O temperamento é o conjunto de inclinações íntimas, que brotam da constituição fisiológica da pessoa.
1 Na realidade, nenhum destes temperamentos existe quimicamente puro. As suas características são apenas predominantes.
2 O temperamento é algo inato no homem, é sua índole natural, isto é, algo que lhe provém de sua natureza. Não desaparece nunca, mas pode ser educado, desenvolvendo as boas qualidades e reduzindo o efeito das más.
3 O caráter: é a resultante habitual das múltiplas influências, físicas, psíquicas e ambientais que, juntamente com os atos deliberados, contribuem para formar a personalidade moral do homem.

O temperamento é apenas um dos elementos que compõem o caráter. Este último resulta também das influências procedentes da própria vontade e das reações do indivíduo com relação ao ambiente que o rodeia.

O caráter é a maneira de ser habitual de um homem, aquilo que o distingue moralmente dos demais e constitui a sua personalidade moral ou “marca psicológica” própria.

Os tipos de temperamentos, segundo a classificação clássica, são: sanguíneo, melancólico, colérico e fleugmático.

I SANGUÍNEO

1 Características essenciais quanto à excitabilidade
a) excitação fácil e intensa
b) reação imediata
c) impressão ou duração curta
d) lembrança: não provoca novas impressões.

2 Boas qualidades
a) afável
b) compassivo
c) sincero
d) generoso
e) otimista
f) inteligência viva e rápida

3 Más qualidades
a) superficialidade, inconstância

II MELANCÓLICO

1 Quanto à excitabilidade
a) excitação fraca e difícil no início; forte e profunda depois
b) duração longa
c) não esquece facilmente

2 Boas qualidades
a) sensibilidade pouco viva mas profunda
b) inclinado à reflexão
c) compassivo
d) inteligência profunda
e) abnegado

3 Más qualidades
a) tendência à melancolia
b) inclinado ao pessimismo
c) timidez
d) desalento e desconfiança das próprias forças
e) indecisão

III COLÉRICO

1 Quanto à excitabilidade
a) excitação rápida e violenta
b) reage imediatamente
c) impressão permanece na alma por muito tempo

2 Boas qualidades
a) amor ao trabalho
b) vontade forte
c) aptidão para chefiar
d) constância para superar obstáculos

3 Más qualidades
a) inclinação à obstinação, à dureza
b) propensão ao orgulho, à ira e crueldade
c) ambição (tendência para a)
d) vingança

IV FLEUGMÁTICO

1 Quanto à excitabilidade
a) quase nunca se excita
b) reage debilmente
c) impressões desaparecem prontamente

2 Boas qualidades
a) pertinácia
b) serenidade em face do sofrimento
c) descrição
d) prudência
e) espírito reflexivo

3 Más qualidades
a) lentidão no pensamento e na ação
b) desinteresse pelo mundo exterior egoísmo
c) não serve para governar