Inocência: Uma verdadeira intimidade com Deus!

Numa reunião com jovens postulantes dos Arautos do Evangelho em Ponta Grossa foi tratado esse interessante tema: A inocência.

Recentemente um jornalista do importante jornal italiano Coriere de la Sera publicou em seu livro “Bilhetes de crianças ao Menino Jesus”. Seguem algumas encantadoras amostras:
1 – ”Na escola em que estudo disseram que Thomas Edison inventou a luz, mas no catecismo aprendi que foi o Senhor que inventou, acho que ele roubou a sua ideia”.
2 – ”Eu gosto muito do Pai Nosso. O sr. escreveu tudo de uma só vez, ou o sr. teve que ficar apagando? Qualquer coisa que eu escrevo, eu tenho que refazer várias vezes”.
3 – ”Querido Jesus, por favor, ponha um pouco mais de férias entre o Natal e a Páscoa. No meio agora está sem nada”.
4 – ”Querido Jesus, por que o sr. não está inventando nenhum animal novo nos últimos tempos? A gente vê sempre os mesmos”.
5 – ”Querido Menino Jesus, mande-me um cachorrinho. Eu nunca pedi nada antes pode conferir”.

Nesses bilhetes podemos notar como a inocência das crianças as leva a ter uma verdadeira intimidade com o próprio Deus encarnado que se fez criança para nos salvar. E colocar com naturalidade suas dúvidas e problemas, desejos e solução que esperam de Deus!

E ainda nessa sentido podemos contemplar um belo episódio acontecido com outra inocente criança, seu nome: Beato Hermano José de Steinfeld!

Hermano José nasceu em Colônia por volta do ano de 1150. Distinguiu-se desde cedo pela sua grande devoção a Nossa Senhora.. De família muito pobre, porém muito temente a Deus, José sempre foi ensinado por seus pais a ter muita confiança em Nossa Senhora e sempre rezar a Ela nas dificuldades.

Existe até mesmo uma lenda que conta que um dia ele, ainda criança, ofereceu uma maçã para a Virgem Maria, sendo que a mesma se inclinou afim que o menino Jesus pudesse pegar a maçã.

Certa vez estava ele rezando diante de uma bela imagem na catedral. De súbito Nossa Senhora com o Menino Jesus tomam vida e começam a conversar com Hermano José e Nossa Senhora manifesta preocupação ao ver que o jovem não usava calçados devido à pobreza da família. A própria Rainha dos Céus lha dá um par de sapatos para ele não se resfriar na neve. E depois de tudo isso o convida para brincar com seu Filho! Que belo fato fruto da inocência!

Peçamos a Nossa Senhora, restauradora da inocência, que obtenha de Seu Divino Filho, as graças necessárias para restaurar a inocência daqueles que a perderam, e aumentar a dos que sempre a mantiveram ilibada em suas almas! Tomemos a partir de hoje o Beato Hermano José como nosso intercessor junto a Nossa Senhora e ao Menino Jesus para alcançarmos essa graça!!!