Santo Agostinho escreve no livro De civitate Dei que à pessoa que ouve a Missa devotamente:

  1. Nosso Senhor lhe dará, nesse dia, as coisas necessárias.
  2. Suas palavras vãs serão perdoadas.
  3. Naquele dia não perderá nenhum disputa.
  4. Enquanto ouve a Missa, não envelhece nem debilita seu corpo.
  5. Se morre nesse dia, a Missa lhe valerá tanto como se houvesse comungado.
  6. Os passos que dá indo e vindo da Missa, são contados pelos santos anjos e remunerados por Deus nosso Senhor.
  7. Ademais, mais vale uma Missa que se ouve em vida devotamente, que mil celebradas em sua intenção depois da morte.
  8. Aproveita mais para remissão dos pecados e crescimento de graça que outras orações que possa dizer ou fazer.

São João Crisóstomo escreve que vale tanto a celebração da Missa como a morte de Jesus Cristo, pela qual nos redimiu de todos os nossos pecados. A salvação da humanidade está cifrada na celebração do Santo Sacrifício da missa, porque todo o esforço do malvado anticristo será orientado para arrancar da Santa Madre Igreja este santo mistério.

Fontes: Santo Agostinho, A Cidade de Deus, Ed. Vozes, Petrópolis S  João Crisóstomo, Obras completas, BAC, Madrid
Ilustrações: Arautos do Evangelho