Da sala de coordenação onde estávamos, acompanhei a conversa telefônica de dois funcionários colocados em salas bem distantes uma da outra.

O que fizera a ligação, exaltado, dizia as coisa mais disparatadas. O que recebera a ligação, impassível, em certo momento desligou o telefone e colocou-o calmamente sobre a mesa. O vociferador não se deu conta e continuou a cantilena.

Só depois de muito tempo percebeu que o colega tinha desligado.

Leia mais