Skip to main content

Certeza absoluta

Quem não gostaria, por exemplo, de prestar vestibular já com a certeza de que vai ser aprovado? Ou de que o bilhete de loteria que comprou é precisamente o que vai ganhar o primeiro prêmio (de alguns milhões)?

Pois bem, o que vai indicado a seguir garante essa certeza a propósito de algo muito mais decisivo que o vestibular e mais valioso do que o primeiro prêmio da loteria.

Leia mais

Fátima, a grande esperança

Neste dia 13 de outubro completam-se 100 anos da última aparição de Nossa Senhora em Fátima. Várias das previsões feitas pela Santíssima Virgem que constituíam ameaças de punição se realizaram: a Segunda Guerra Mundial, a expansão soviética, etc. Na mensagem de Fátima há, porém, uma promessa muito alentadora: o triunfo do Imaculado Coração de Maria.

Para evitar as punições, Nossa Senhora colocou uma condição: arrependimento e penitência. Para esse triunfo Nossa Senhora não colocou nenhuma condição. Afirmou simplesmente que triunfará. Para firmar bem essa certeza do triunfo, são de enorme valia as considerações do Mons. João Clá, Fundador dos Arautos do Evangelho que damos a seguir.Leia mais

As sete palavras de Maria

Ao lermos os Evangelhos, vemos o altíssimo papel de Nossa Senhora aparecer em toda sua clareza, apesar do que diz São Luiz Grignion em seu célebre Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem, ressaltando a humildade d’Ela: “Para atender aos pedidos que Ela fez de escondê-La, empobrecê-La e humilhá-La (…) o Espírito Santo consentiu que os Apóstolos e Evangelistas a Ela mal se referissem, e apenas no que fosse necessário para manifestar Jesus Cristo” (1).

Leia mais

Há uma escravidão que liberta e uma liberdade que escraviza

Escravidão e liberdade? Como podem unir-se termos opostos nessa afirmação? Mas de fato esses termos aparentemente antagônicos, tem toda toda relação entre si!

Uma pessoa adentrando pelas vias do pecado acaba tornando-se escravo de seus vícios. E como diz São Paulo, o pecador se torna escravo do pecado. Por exemplo: um viciado em bebida alcoólica atende a todas as solicitações de seu vício. Ele tem a liberdade de ingerir qualquer bebida, mas é escravo do álcool. Em contrapartida uma pessoa trilhando o caminho do bem, da virtude é livre. A sua consciência limpa é o consolo de sua alma.

Foi com esse estado de espírito que onze pessoas fizeram no dia 08 de setembro, sua consagração como escravos de amor à Maria Santíssima, segundo o método do santo mariano São Luis Maria Grignion de Monfort.

Leia mais