Se tivermos fé do tamanho de um grão de mostarda

Segurando um grão de mostarda

Não é necessário ser muito arguto para perceber que uma tal sucessão de catástrofes naturais não são coisa muito usual. As reações diante de tais eventos vão desde o pânico até uma apatia não menos prejudicial. São poucos os casos narrados na mídia em que as reações escapam a esse binômio pânico-apatia paralisante.

Continue reading Se tivermos fé do tamanho de um grão de mostarda

Visitando os Arautos do Evangelho

A Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de São Salvador da Bahia — primacial do Brasil — divulgou a visita do Bispo Auxiliar à casa dos Arautos do Evangelho em Salvador durante a qual celebrou a Missa para os participantes de um retiro de formação espiritual. Veja a nota.


Continue reading Visitando os Arautos do Evangelho

Fátima, aurora de uma nova era histórica

No dia 13 de setembro de 2017 ocorrerá o centenário da penúltima aparição de Nossa Senhora em Fátima. Com Fátima ocorreu um fenômeno como poucas vezes ocorre: Deus manda como Mensageira a própria Virgem Santíssima, mas, ao par de que muitos já ouviram falar de Fátima e até conhecem a imagem, poucos conhecem o conteúdo da mesma.


Continue reading Fátima, aurora de uma nova era histórica

Receita rara

Lucas saiu do consultório médico com a receita no bolso e, para resolver logo, entrou na farmácia em frente. Entregou a receita ao balconista e esperou. O atendente demorou pesquisando no computador e depois de vários minutos voltou.

Moço, não temos esse remédio, não. Nem consta da lista.

A farmacêutica interveio; leu com calma a receita e sorriu.


Continue reading Receita rara

As sete palavras de Maria

Ao lermos os Evangelhos, vemos o altíssimo papel de Nossa Senhora aparecer em toda sua clareza, apesar do que diz São Luiz Grignion em seu célebre Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem, ressaltando a humildade d’Ela: “Para atender aos pedidos que Ela fez de escondê-La, empobrecê-La e humilhá-La (…) o Espírito Santo consentiu que os Apóstolos e Evangelistas a Ela mal se referissem, e apenas no que fosse necessário para manifestar Jesus Cristo” (1).

Continue reading As sete palavras de Maria

POR QUE?

Passou fazendo o bem”. Assim São Pedro resume a vida de Jesus.

A figura divina de Nosso Senhor sempre se nos apresenta ora curando um enfermo, ora consolando um aflito ou ressuscitando um morto. E o Evangelho narra que foi precisamente após ressuscitar Lázaro que os fariseus decretaram: “É preciso matá-Lo!” Por que? O texto a seguir, de autoria do Prof. Plinio Correa de Oliveira nos esclarece bem esse mistério da iniquidade.

Continue reading POR QUE?

COMUNICADO DE ESCLARECIMENTO DOS ARAUTOS DO EVANGELHO

COMUNICADO DE ESCLARECIMENTO DOS ARAUTOS DO EVANGELHO

 

No dia de hoje, 7 de julho de 2017, apareceu nas mídias sociais dos Arautos do Evangelho uma publicação com o seguinte título:

Manifesto Denúncia – Visita canônica ou inquisição farisaica? – Querem destruir a Igreja e isto não podemos permitir!

Esclarecemos que este texto é de responsabilidade única, exclusiva e pessoal de seu(s) autor(es), cuja identidade ainda desconhecemos. Ele não representa o pensamento dos Arautos do Evangelho, e foi divulgado sem o conhecimento da sua direção, utilizando-se indevidamente da plataforma informática da entidade. As devidas medidas investigativas estão em andamento para esclarecer o ocorrido e, no respeito à liberdade de opinião, dissociar pontos de vista individuais com a posição de nossa Instituição.

Pe. Hamilton José Naville, EP

Coordenador de imprensa e mídia social
dos Arautos do Evangelho

O remédio para viver um pouco mais…

Certamente há problemas, os quais podem de alguma forma encurtar a vida, e em vista disso a ciência vem desenvolvendo inúmeros métodos a fim de que isso não aconteça.

Segundo uma pesquisa da Universidade Brigham Young, em Provo, Utah, publicada na revista científica PLoS Medicine, fraca interação social reduz 50% a taxa de sobrevivência. Resultado o equivalente a fumar 15 cigarros por dia. Viver isolado é ainda duas vezes mais prejudicial que ser obeso, alcoólatra ou não fazer exercício.

Essa notícia nos faz lembrar “como é bom para os irmãos viverem juntos bem unidos”(Sl 133 (132), 1). Pois assim como o homem tem necessidade de alimentar-se, de cuidar da própria saúde quando se encontra em estado de enfermidade, assim é necessário que os homens estejam convivendo entre si. O que é viver senão Continue reading O remédio para viver um pouco mais…

E com uma vara, bateu-lhe de rijo…

 

São Bento libera a um monge do demônio – Afresco do Grande Claustro da Abadia de Monte Oliveto Maior (Itália)

Em um dos mosteiros que São Bento construíra ao redor, havia certo monge que não conseguia ficar em oração. Logo que os irmãos se inclinavam nesse exercício, saía e punha-se a revolver na mente vadia coisas mundanas e transitórias. Admoestado várias vezes por seu abade, foi por fim conduzido ao homem de Deus, que lhe increpou com veemência a insensatez; de volta, porém, ao seu mosteiro, mal conseguiu observar por dois dias a admoestação do homem de Deus; já ao terceiro, recaindo no velho
hábito, entrou de novo a vaguear na hora da oração. Quando isto foi contado ao servo de Deus pelo pai do mosteiro, respondeu aquele: “Irei eu mesmo, e pessoalmente o emendarei”.

O homem de Deus foi, com efeito, ao dito mosteiro, e na hora marcada, quando os irmãos depois da salmódia se entregavam à oração, observou que o monge que não podia ficar rezando era arrastado por uma figura preta que o puxava pela orla do hábito. À vista disso, Continue reading E com uma vara, bateu-lhe de rijo…

Uma pergunta que necessita urgente resposta: “A quem aproveita essa campanha difamatória?”

Tem circulado em algumas mídias sociais, de modo ilegal, vídeos privados de bênçãos de libertação feitas por sacerdotes arautos, bem como de reuniões privadas de uma comissão da mesma instituição, formada para estudar fenômenos preternaturais, dentre os quais pretensas revelações feitas pelo maligno.

A divulgação de tais vídeos, promovida principalmente por Alfonso Beccar Varela (Filho) e Marcos Lofrese Junior, costuma vir acompanhada de títulos e comentários tendenciosos, incluindo montagens e edições, com notória inclinação difamatória e passional, não excluindo, em alguns casos, o lamentável recurso ao burlesco.

Continue reading Uma pergunta que necessita urgente resposta: “A quem aproveita essa campanha difamatória?”